segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Do futuro

Às vezes é difícil entender os planos de Deus. Nos perguntamos porquê estamos passando por determinada situação e chegamos até a questionar Seus desígnios. Muito do que passamos é consequência das nossas ações passadas. Sem entrar aqui no mérito religioso ou não, é muito complicado conter a ansiedade pelo porvir.
Talvez isso se chame crescer: conseguir domar os impulsos e viver com mais serenidade, sabendo que há sempre um plano maior para nós mesmos. Aceitar-se, acreditar mais em si, devem ser todas essas coisas que nos fazem ser uma pessoa melhor. Não pular etapas, mas vivê-las em sua plenitude.
Muitas vezes me questiono sobre minhas ações, se estou agindo da melhor maneira possível, se estou fazendo aquilo que é melhor pra mim e para os outros ao meu redor. Sei que ainda preciso desatar muitos nós que ainda me prendem, mas uma das coisas mais difíceis é superar padrões. Você se mantém daquela maneira por anos e anos e, de repente, se vê forçado a mudar.
E o futuro é isso: é ser a pessoa que você gostaria que você fosse no presente. Entretanto, como não é fácil modificar-se, acabamos por deixar para depois e empurrar as coisas para o amanhã. Não que seja impossível, mas geralmente nós só aprendemos a partir da dor. E é ela que nos empurra e nos faz querer crescer e nos tornar um pouco mais dignos de merecermos coisas boas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails