domingo, 13 de fevereiro de 2011

Da depressão



A identificação da depressão
Para afirmarmos que o paciente está deprimido temos que afirmar que ele sente-se triste a maior parte do dia quase todos os dias, não tem tanto prazer ou interesse pelas atividades que apreciava, não consegue ficar parado e pelo contrário movimenta-se mais lentamente que o habitual. Passa a ter sentimentos inapropriados de desesperança desprezando-se como pessoa e até mesmo se culpando pela doença ou pelo problema dos outros, sentindo-se um peso morto na família. Com isso, apesar de ser uma doença potencialmente fatal, surgem pensamentos de suicídio. Esse quadro deve durar pelo menos duas semanas para que possamos dizer que o paciente está deprimido.
(fonte: http://www.psicosite.com.br/tra/hum/depressao.htm)



Lidar com uma pessoa depressiva é um problema muito complexo. Muitas vezes, não sabemos como agir, já que geralmente é alguém que nos importamos muito e queremos que a pessoa saia desse quadro. A maioria das pessoas não quer ouvir os problemas dos outros, mas é imprescindível dar atenção a quem está nesse estado, já que não é desejável se estar dessa maneira. A tristeza profunda que abate, a angústia e a sensação de desespero que se apodera do ser são sentimentos de origem desconhecida, mas que abatem e podem ter consequências trágicas.

Um problema grave que ocorre é que não é fácil se diagnosticar um quadro depressivo. É preciso que a pessoa esteja há algum tempo apresentando os mesmos sintomas, como tristeza profunda, perda do interesse das coisas, solidão, entre outros. É importante fazer a pessoa reconhecer que está com um problema e que precisa de ajuda, que é importante procurar um tratamento adequado, para que ela consiga se recuperar o mais rápido possível e se reerguer em todos os âmbitos da vida.

Duas questões são necessárias para se lidar com alguém que apresenta depressão: não menosprezar o problema e não sentir "pena" daquela pessoa. A depressão, apesar de refletir no emocional, é uma doença e deve ser tratada como tal. Ninguém é pior do que ninguém por ter depressão. A pessoa simplesmente está com falta de alguma substância no sistema nervoso, o que a leva a apresentar esse diagnóstico. 

Se você tem alguém próximo que está com depressão, arme-se de paciência e muito carinho, para que a pessoa se sinta acolhida e que sinta que não está sozinha. Ao mesmo tempo, anime-a e não a deixe se entregar, por mais que às vezes ela ache que você está cobrando demais ou que você não se importa com ela. Isso é passageiro, quando ela estiver em seu momento de lucidez, vai entender que você só quer o bem dela.

2 comentários:

  1. já me entreguei, beijos.

    ResponderExcluir
  2. o que fazer quando a pessoa em questão se isola e recusa ajuda? complicado..

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails